Blog

Job Crafting – Um modelo para navegar em tempos de carreira líquida.

Avaliação do Usuário: 0 / 5

Estrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativa
 

jobcrafting022020

No artigo anterior mencionamos brevemente que JobCraft é um exercício bastante interessante para navegar bem nesses tempos líquidos.

O Job Crafting é metodologia que ajuda as pessoas a redesenharem seu trabalho para gerar maior significado naquilo que fazem.

É uma forma de se adaptar sem perder nossa essência e encontrar maneiras de fluir naquilo que fazemos.

Mas afinal o que é Job Craft?

O termo surge pela 1ª vez com Amy Wrzesniewski da Yale University pesquisadora que ao estudar como as pessoas encontravam significado no trabalho, descobriu que o sentido ou realização no trabalho não vinham só da atividade em si, mas também como as pessoas customizam o que fazem.

Por isso os termos Job- Trabalho e Craft- Artesanato. Ou seja, as pessoas de maneira artesanal constroem as suas atividades do dia-a-dia para encontrar sentido.

Vendo isso ela propôs construir um modelo que permita as pessoas redesenharem seu trabalho de maneira mais consciente.

É um meio de promover mudanças no trabalho de forma a obter melhores resultados, maior engajamento e a utilização plena do teu potencial e talentos.

 

Para Belén Varela, autora de Job Crafting. Convierte el trabajo que tienes en el trabajo que quieres (Gestión del conocimiento, 2019), (Transforme o trabalho que você tem no trabalho que você quer) ainda sem tradução em português)  diz que se trata de algo tão simples como "redesenhar o trabalho e adequá-lo às nossas fortalezas, nossas capacidades e principalmente aos nossos interesses, de forma a nos sentir mais identificados com o que fazemos”.

Independente da forma de realizar o Job Craft, os exercícios propostos envolvem sempre os seguintes pontos:

Conhecer meus pontos fortes e interesses e procurar manifestá-los no trabalho.

Repensar o escopo, e as tarefas que realizo (tanto no conteúdo como na forma).

Relacionamentos – Com quem e como quero me relacionar com as pessoas no trabalho. (Quem posso ensinar, com quem posso aprender, quem me entusiasma e energiza no trabalho).

Mudando a percepção que tenho do meu trabalho (como ele contribui, a vida quem ele melhora?)

As nossas experiências apoiando centenas de processos de Job Crafting comprovam que ele promove o melhor uso do potencial e estabelece uma comunicação de duas vias mais fluida entre líderes e colaboradores.

Como resultado fluem propostas de melhorias, promovendo novas formas mais produtivas e saudáveis de trabalhar.

Não se trata simplesmente de analisar as oportunidades futuras, e sim quais delas respondem ao seu potencial, ao seu momento de carreira e vida.

Por isso antes de redesenhar o seu trabalho é importante uma etapa de autoconhecimento e análise do cenário:

  • Conheça os seus Pontos Fortes, que verifiquem em que medida estão conseguindo utilizá-los plenamente nos seus trabalhos.
  • Que entendam os desafios que querem ou precisam responder.
  • Saber quais recursos estão à disposição ou são necessários; financeiros, conhecimento, experiencia, apoio de colegas, rede de relacionamento, amigos, chefes, família.

É um processo que começa individual, mas que pode ser utilizado para que as equipes para que os membros discutam como querem trabalhar juntos.

Trasladado ao ambiente dos negócios, modernidade líquida equivale a flexibilidade e adaptabilidade totais, características que são vitais para a sobrevivência de qualquer companhia nos atuais entornos de mudança e incerteza permanente.

As organizações liquidas se adaptam mais rapidamente as mudanças de contexto (mercado, concorrência, avanços tecnológicos etc.). Esta capacidade é hoje uma vantagem competitiva essencial, e o Job Crafting contribui diretamente para esse objetivo.

Quer uma dica para começar o seu processo de Job Crafting, veja se as atividades do dia-a-dia te aproximam ou te afastam dos teus pontos fortes e interesses. Comece listando a rotina, onde você coloca tempo, energia e atenção?