Blog

SOAR – Um modelo para desenhar estratégias com base nos pontos fortes:

Avaliação do Usuário: 0 / 5

Estrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativa
 

soar artigo

Quando pensamos em planejar estratégias, uma das primeiras matrizes que vem a memória é a matriz SWOT. (pontos fortes, pontos fracos, oportunidades e ameaças).

Existem algumas desvantagens em utilizar somente este modelo.

E essas desvantagens têm muito mais relação com nosso modelo mental e com um mundo onde as incertezas são cada vez maiores.

Entre as dificuldades que encontramos na sua utilização estão:

  • A tendencia a concentrarmos naquilo que não temos, no gap, no que falta, nos problemas.

Essa tendencia é uma herança do modelo escolar com base em avaliação e não em aprendizado, de modelos de gestão da era industrial. Esta era de excesso de comparação e mentalidade de escassez também contribui para que coloquemos mais energia no que nos falta.

  • Mapear as ameaças se torna cada vez mais complexo

O momento que estamos vivendo é um reflexo disto, mesmo com um volume enorme de informações não conseguimos prever a pandemia.

Fora isso olhar as ameaças de maneira excessiva acaba estimulando nosso mecanismo de sobrevivência. O mecanismo que conhecemos como Fight and Flight (Luta ou Fuga).

  • Um olhar mais voltado ao presente passado

É uma consequência também de olhar o gap, e da comparação. Um excesso de energia em mapear onde erramos.

Não é que as ameaças e erros não precisem ser considerados no desenho da estratégia.

O problema é que esse modelo muitas vezes não contribui para construir uma visão de futuro da organização otimista, participativa e de abundância.

E a partir desta perspectiva de olhar o que temos de melhor e quem queremos ser, o olhar quanto aos pontos fracos e ameaças também muda.

Nós temos utilizado a Matriz SOAR (Pontos Fortes, Oportunidades, Aspirações e Resultados) tanto para a construção de estratégias individuais como organizacionais.

O que é a Matriz SOAR?

SOAR é um framework de estratégia com base nos pontos fortes tanto dos indivíduos como da organização.

Busca compreender o sistema como um todo, incluindo a participação dos principais stakeholders. Ajuda as pessoas e a empresa a focar:

  • • No que estamos fazendo bem.
  • • Que capacidades precisam ser aprimoradas.
  • • O que é mais relevante para as partes interessadas.

Quais são as Dimensões mapeadas pela Matriz SOAR?

  1. Pontos fortes

Entender os pontos fortes de sua organização, o que nos torna únicos e como você pode potencializá-los.

Isto inclui os pontos fortes individuais e das equipes, recursos e Know how crítico de sua organização.

2- Oportunidades

Identificar as oportunidades de mercado nas quais você pode gerar mais valor para clientes e para a organização.

3- Aspirações

Quem queremos ser num futuro próximo. Mais que uma visão é trazer um olhar inspirador de futuro com base em nossos valores, nos pontos fortes e oportunidades mapeados anteriormente.

4- Resultados

Que indicadores confirmarão que realizamos nossas aspirações, e delinear como você pretende acompanhar o progresso em direção a suas ambições.

A análise SOAR foca mais no plantio de sementes do que na remoção de ervas daninhas

Este framework estimula tanto as pessoas como a empresa a desenvolver planos que são mais dinâmicos, criativos e otimistas.

Como surgiu a Matriz SOAR?

SOAR foi inventado por Jacqueline Stavros, David Cooperrider & D. Lynn Kelley em seu artigo SOAR: Uma nova abordagem para o planejamento estratégico, publicado em 2003.

O modelo nasce da investigação apreciativa, buscando entender o que indivíduos e pessoas têm de melhor e a criar uma visão coletiva e construtiva de futuro.

Quais são as vantagens da Matriz Soar?

  • Criação de uma perspectiva positiva e convergente sobre o futuro

Permite aos indivíduos e a organização construir os seus futuros por meio de colaboração, compreensão compartilhada e compromisso com a ação.

  • Maior engajamento e colaboração dos envolvidos

Como iniciamos com a estratégia individual, assegurar que a participação efetiva das pessoas seja contemplada na estratégia do grupo.

  • Maior clareza de nossas fortalezas e como elas contribuem para aspirações e resultados

Ajuda alinhar aquilo que temos de melhor com as oportunidades de mercado, aspirações e resultados esperados.

  • Estimula a sabedoria coletiva.

Permite a descoberta de melhores práticas a partir da sabedoria coletiva.

  • Contribui para construção de agilidade e resiliência

Fornece a energia necessária para a criação de organizações e comunidades flexíveis, ágeis e resilientes.

Recomendações:

Usar uma combinação de metodologias é sempre mais rico, em nossa experiencia já combinamos o SOAR com outros frameworks como Canvas, Balanced Score Card, Job Crafting, ferramentas de Design Thinking, OKRs e até a própria matriz SWOT.

Conclusões

Principalmente nos tempos que vivemos nos quais a única certeza é a incerteza, utilizar um modelo como o SOAR ajuda a criar um ambiente que promova otimismo, aproveitamento do potencial de cada um e engajamento para encarar novos desafios.